Oct 07

A versão com 4G, ou LTE (Long Term Evolution), do Samsung Galaxy S3 pode chegar em breve ao Brasil. A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicaçõe) já homologou o produto, o que significa que ele pode ser comercializado.

A Oi fez uma parceria com a Samsung, fabricante do aparelho, para usar o aparelho como o primeiro aparelho da operadora a contar com conexão 4G. A Claro anunciou em setembro o Motorola Razr HD como o primeiro smartphone compatível com a conexão de alta velocidade.

As operadoras estão realizando os primeiros testes com o 4G/LTE no País. A Oi divulgou o alcance de até 100 Mbps em testes realizados no último mês. Até o momento, somente Campos do Jordão (SP), Paraty (RJ), Búzios (RJ) e Brasília (DF) estão fazendo os testes com a tecnologia. A expectativa é que usuários nas cidades-sede da Copa das Confederações (Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e Belo Horizonte) possam navegar em seus dispositivos com alta velocidade em abril de 2013.

Ainda não há detalhes sobre alguma atualização de hardware para o aparelho no Brasil. No País, o aparelho recebe o chipset Exynos 4212, com um processador Cortex A9 de quatro núcleos em 1,4 GHz. Em alguns mercados, a versão LTE teve o processador substituído por um Snapdragon S4 com dois núcleos. Além disso, é esperado que a nova versão seja comercializada com o sistema Android 4.1 (Jelly Bean).

O Galaxy S3 LTE é o aparelho topo de linha da Samsung no mercado de smartphones. Com mais de 20 milhões de unidades vendidas, ele é o principal concorrente do iPhone 5, recém-lançado pela Apple e também homologado pela Anatel.

Diferente de seu concorrente, o iPhone 5 no Brasil não vai contar com a conexão 4G. O aparelho não atua na frequência de 4G brasileira, entre 2,5 e 2,69 GHz.

Fonte: Info.

Escrito por: arleyjunior.net \\ tags: , , , , , , , ,

Jun 01

A criação de um novo padrão de chips SIM para celular já é algo debatido desde o ano passado, mas foi em março desse ano que Apple, Nokia, Motorola e outras fabricantes decidiram mostrar suas propostas. Depois de muitos debates entre ideias concorrentes e deliberação do órgão responsável por padronizar o chip, o padrão proposto pela Apple foi finalmente aceito nesta sexta-feira (1): o nano-SIM.

Chamado tambem de 4FF, o novo formato de chip tem 12,3 mm de largura, 8,8 mm de comprimento e apenas 0,67 mm de espessura. Este padrão é 40% menor do que o micro-SIM – usado em aparelhos como o Lumia 900, iPhone 4S e iPad -, mas também consegue ser compatível com os slots antigos, desde que usado com um adaptador.

A RIM- fabricante do BlackBerry – havia proposto originalmente um padrão diferente em conjunto com a Nokia e Motorola que, de acordo com as empresas, teria várias vantagens técnicas em relação ao projeto da companhia da maçã. Mas o padrão aprovado foi quase inteiramente desenhado pela Apple, embora tenha recebido algumas ideias das concorrentes ao longo dos meses em que foi debatido.

Segundo o órgão responsável, o ETSI, qualquer espaço que possa ser economizado nos aparelhos atuais vai ajudar a deixá-los melhores. “Com o padrão nano-SIM, os celulares poderão ser ainda menores e mais finos do que os atuais, o que vai permitir que eles tenham cada vez mais funcionalidades”, diz o anúncio oficial.

Fonte: Engadget

Escrito por: arleyjunior.net \\ tags: , , , , , , , , ,

Apr 11

Um benchmark (teste de desempenho) vazado na Internet nos últimos dias pode ser a prova de que a Motorola continua viva no mercado dos smartphones. Enquanto boa parte dos fãs de tecnologia aguarda o Samsung Galaxy S III e o iPhone 5, a empresa estaria trabalhando em um novo celular para o fim deste ano. Não há detalhes concretos, mas os resultados dos testes são animadores.

Segundo o site Blog of Mobile, responsável por divulgar o teste em questão, o modelo poderia ser um Atrix 3 ou um RAZR HD (dois possíveis smartphones da Motorola que vêm sendo especulados há algum tempo). Entre as especificações de destaque mostradas pelo benchmark está o sistema operacional do aparelho, que seria um Android Ice Cream Sandwich na versão 4.0.3.

O modelo teria ainda tela de 1196 x 720 pixels de resolução, processador dual-core com 1.5 GHz e chipset Snapdragon S4 da Qualcomm. Curiosamente, este hardware é o mesmo utilizado pela HTC na produção do One X. O dispositivo é identificado no teste como Qinara, nome semelhante à versão chinesa do Motorola RAZR, lançada no ano passado com o nome “Dinara”.

A empresa, como de praxe, não comentou sobre o conteúdo vazado na web.

Fonte: Engadget.

Escrito por: arleyjunior.net \\ tags: , , , , , , ,

Dec 15

O presidente executivo do Google, Eric Schmidt, disse em uma entrevista nesta segunda-feira que a empresa pode, no futuro, expandir a sua linha de produtos Nexus para além de smartphones. Ele declarou que um tablet do Google será lançado em breve.

 

A declaração foi feita durante uma entrevista para o jornal italiano Corriere Della Sea. Além da novidade, o executivo disse que “nos próximos seis meses nós planejamos colocar no mercado um tablet da mais alta qualidade”. Se for seguido à risca o calendário das atualizações do Android, o tablet deve chegar rodando a versão 4.0 do sistema móvel, o Ice Cream Sandwich.

Normalmente os produtos que oferecem a experiência pura do Android, sem a customização de fabricantes ou operadoras, se encaixam na linha de modelos Nexus. Então, por isso, um tablet com essa marca pode ser desenvolvido e apresentado sem causar muita confusão sobre o que ele entrega em termos de sistema.

Há também a possibilidade de o Google continuar a parceria com a Motorola Mobility para criar o novo tablet, já que ela está em processo de aquisição. Para quem não lembra, o primeiro tablet a rodar a versão 3.0 do Android foi o Xoom, da Motorola. Fora isso, a marca Nexus só foi usada até agora em smartphones, então um tablet precisa ter ao menos potencial para continuar o sucesso dessa linha.

Via Slashgear.

Escrito por: arleyjunior.net \\ tags: , , , , , , , , ,

Aug 15

Larry Page, CEO do Google informou hoje no blog oficial da empresa que o Google está comprando a Motorola para fortalecer o ecossistema Android. Segundo Page, esta compra não vai mudar o foco do Android como plataforma aberta, e a Motorola Mobility vai ser gerida como uma empresa independente.

Segundo as últimas informações, o Google está pagando US$ 12,5 bilhões pela aquisição da Motorola Mobility, ou cerca de US$ 40 por ação. A Motorola tem apostado todas as suas fichas no Android desde 2008, e as duas empresas pretendem “criar experiências incríveis para os usuários, aumentando o alcance e força do ecossistema Android para consumidores, sócios e desenvolvedores ao redor do mundo”.

Andy Rubin, vice-presidente da área Mobile do Google disse que espera que “esta combinação permita que a gente desbrave um novo território para o ecossistema Android, mas a nossa visão do Android continua intacta, e o Google continua dedicado a manter o Android como plataforma aberta, e como uma vibrante comunidade de código livre. Nós vamos continuar a trabalhar com nossos sócios no para desenvolver e distribuir aparelhos inovadores com o sistema Android.”

O CEO da Motorola Mobility Sanjay Jha diz que “esta transação oferece um grande valor aos acionistas da Motorola Mobility e cria novas oportunidades para os empregados, clientes e sócios da empresa ao redor do mundo. A Motorola tem tido uma parceria produtiva com o Google para o avanço da plataforma Android, e com esta combinação, vamos poder inovar ainda mais, entregando soluções de mobilidade incríveis através de nossos aparelhos móveis.”

Com esta aquisição, o Google dá um grande passo para acabar com a guerra das patentes que vinha ameaçando o Android, e quem sabe no futuro, resolver o grande problema da quantidade de versões disponíveis no mercado.

Fonte: Blog do Google e Google’s Investor Relations

Escrito por: arleyjunior.net \\ tags: , , ,

Dec 20

Assim como já fizeram Cisco, HP, Samsung e RIM, a Motorola também terá seu tablet. O gadget da companhia será exibido em janeiro de 2011, durante a feira de eletrônicos CES, que acontece em Las Vegas.

Um vídeo promocional publicado no YouTube faz troça com seus atuais competidores. O iPad, por exemplo, é descrito como apenas um “iPhone gigante”.

Escrito por: arleyjunior.net \\ tags: , , , , , , ,